É a aplicação da energia das plantas no tratamento do campo vibracional das pessoas, trazendo a cura para diversas doenças mediante o reequilíbrio das emoções e do aumento no nível de consciência.

A energia vegetal possui alto padrão vibratório, com características que a tornam extremamente adequada à restauração do equilíbrio dos chakras, que são os centros energéticos do corpo humano estudado há milênios pela medicina oriental.

Temos sete chakras principais, que regulam o funcionamento das glândulas do organismo, produzindo as substâncias químicas que garantem o metabolismo adequado.

Quando se desequilibram, sob a ação de pensamentos e estados emocionais negativos, o trabalho das glândulas sofre alteração e passa a produzir toxinas em lugar dos hormônios, neurotransmissores e enzimas adequados.

É assim que as doenças da alma como desânimo, tristeza, raiva, insegurança, desconfiança, dúvidas, desamparo, rejeição, entre tantas outras, acabam se manifestando no corpo físico em forma de disfunções e doenças.

A alta frequência vibracional das plantas atua nesses centros energéticos, recompondo sua vitalidade e reconstituindo sua função, o que tanto serve para evitar a manifestação de doenças como para tratar as já instaladas.

Foram estudadas as características de 118 plantas, que se dividem entre vegetais puros, físicos, niveladores e condutores, cada qual com a sua indicação, a sua polaridade, seu chakra de atuação...

Cabe ao terapeuta usar seus conhecimentos para ajustar todos esses dados de forma a oferecer ao seu consultante o tratamento mais adequado e benéfico que as plantas, combinadas, podem representar.

Para isso, é necessária a ativação do composto no momento de sua utilização, que pode ser feita de variadas formas, cuja escolha será feita em conjunto com o consultante, levando em conta suas possibilidades e hábitos.

O uso efetivo do composto, na forma e duração adequadas conforme indicação do terapeuta, pode surpreender pela rapidez dos resultados obtidos, e pela melhora na qualidade de vida como um todo, atuando não só sobre os sintomas físicos, como também sobre a vitalidade, bom humor, alegria, harmonia entre familiares, e tantos outros efeitos já relatados e que a cada dia aumentam em número.

Para obter esses resultados, não há necessidade de suspender qualquer tratamento alopático já em andamento, pois não existe conflito entre a eles e a fitoenergética.

Ao contrário disso, o que se recomenda é que o consultante relate o desaparecimento ou suavização dos sintomas ao seu médico e somente quando este, a seu único critério, decidir pela diminuição ou suspensão dos medicamentos, é que estas deverão ocorrer.

São várias opções de tratamento

Cuide de sua saúde. Agende uma consulta.