Reencarnação? Xi...

 Você está em busca de uma terapia que alivie medos, dores crônicas, ciclos de fracassos repetitivos em relacionamentos, negócios...

A investigação do inconsciente é um método consagrado, que a Associação Brasileira de Psicoterapia Reencarnacionista disponibiliza por meio dos seus profissionais, e que permite encontrar na sua personalidade, nas suas histórias de vidas (passadas ou presente) as características que você possui e que estão na raiz dessas questões.

É um método valioso que permite a reforma íntima de uma forma dirigida, ou seja, você pode identificar com mais clareza o que deve ser o seu foco de mudança em si mesmo, para que tudo mude na sua vida.

Porém, se você não acredita em reencarnação, ou a sua religião não aceita, é claro que você não vai ficar sofrendo eternamente sem encontrar alívio em uma terapia que seja adequada ao seu mundo.

O importante é que você diga a si mesmo:

Preciso de ajuda!...

 

A terapia com base nos Acordos Espirituais, e também a Constelação Transpessoal, são para todos, independentemente de religião, de igreja, dogmas...

Simplesmente os Acordos Espirituais, assim como os temas transgeracionais, mostram as etapas desse roteiro que trazemos para passar por esta existência.

Não dependem de religião, não estão ligados a nenhuma crença além de que estamos aqui por um propósito maior, e de que cumprir aquilo que viemos fazer é uma das, porém não é a ÚNICA forma de passar pela existência sem empacar em sofrimentos desnecessários.

Acordos espirituais são feitos entre nós e o Criador, com a ajuda de nossos Mentores ou Anjos da Guarda, que é apenas um nome diferente para o mesmo ser espiritual que nos acompanha.

Aqui quero fazer uma pequena observação. Anjos são aceitos e mencionados em absolutamente todas as religiões, de todas as épocas, e são os mensageiros entre os planos material e espiritual, certo?

Então, seja qual for a sua religião, ou até se não for qualquer uma em especial, até aqui chegamos juntos.

Humm, você diz, OK, mas e as vidas passadas? Sem aceitar que elas existem, assim como a reencarnação, não dá para ver sentido em acordos antes de nascer...

É isso que você pensa?

Pois eu estou aqui para trazer tranquilidade e explicar uma coisinha bem básica. Eu poderia falar em Concílio de Constantinopla, Justiniano, exclusão de partes da Bíblia, mas não vou fazer nada disso.

Não quero complicar.

Vamos admitir que reencarnação não exista.

Que você nunca viveu antes e não viverá mais.

Mas se você está vivo, é porque teve antepassados, não é? Claro que teve! É impossível alguém que não tenha! Mesmo quem não conhece, nunca viu, nem sabe por onde andaram, teve pai, mãe, avós maternos e paternos, bisavós... e por aí vai. Certo?

Pois se você não viveu antes, eles viveram, e é por causa da existência deles que você está aqui!

Agora imagine que as pessoas com quem eles conviveram, e com quem tiveram problemas, erraram, fizeram e receberam injustiças, sofreram e fizeram sofrer, causaram e suportaram perdas e até agressões... tiveram descendentes que, assim como você, também estão aqui.

Consegue perceber? Os antepassados esperam das suas atitudes, escolhas e comportamentos, uma reparação para os erros que eles cometeram, para que possam descansar em paz!

Eles precisam saber que os descendentes das pessoas com quem conviveram em eras anteriores, em harmonia ou não, estão sendo compensados por meio do que você faz hoje, da forma como vive...

Além disso, criaram regras familiares, viveram segredos, lutas, amores, tristezas, glórias, enfim, tiveram uma vida cheia de atividades e detalhes que, transmitidos de geração em geração, atravessaram o tempo e estão, até hoje, regendo as suas atividades, as suas preferências, lealdades, medos, habilidades...

Assim, você acaba por trazer, sim, acordos, mitos, leis, regras, ritos familiares, que podem ser identificados com base no Método dos Acordos Espirituais, e também ressignificados por meio da Constelação Transpessoal, que oferece a todos a possibilidade de ter uma nova chance, um recomeço sem o peso e as travas inconscientes que fazem parte da sua herança familiar.

Agora que esse tema ficou mais fácil de conciliar com os dogmas e crenças que você já trazia, é hora de mergulhar nesse conhecimento, entender os fatos e fundamentos das suas decisões e atitudes, e tudo mais que diz respeito a essas abençoadas terapias de que agora dispomos.

Posso te ajudar?

Escrito por Cidinha Graziato